23 março, 2011

Ser gaúcho


Li um texto para a aula de Mídia e Cultura que falava sobre essa identidade gaúcha. O que é ser gaúcho? O que dizem os termos "gaúcho" e "rio-grandense"?

Quem nasce no Rio Grande do Sul é gaúcho. Não interessa se cultiva a tradição ou não. Todo rio-grandense é gaúcho, mas nem todo gaúcho é nascido no extremo sul do Brasil. Aí é que se encontra a única diferença: gaúcho pode ser qualquer pessoa de fora que ame o Rio Grande. Não há preconceitos para ser gaúcho. O estado gaúcho não tem fronteiras.

Sobre o ser gaúcho há muitas contradições. Eu, gaúcha apaixonada por onde moro, e todos os outros que partilham do mesmo sentimento sempre chegamos a uma conclusão nem um pouco humilde: o Rio Grande do Sul é o melhor lugar para se viver, o povo gaúcho tem virtude, é guerreiro, apaixonado. Sim, nós somos assim! Mas, e por parte de quem não é? Já ouvi muitos depoimentos que dizem que os gaúchos "se acham". Não lhes tiro a razão, como eu disse, não somos humildes para falar da nossa terra. Só que o que me preocupa é até que ponto esse orgulho (termo muito usado por nós) não nos prejudica.

No começo do ano participei do Congresso da Juventude Evangélica Luterana do Brasil. Assim como na IELB, o maior contingente de membros se encontra no sul, os gaúchos eram maioria absoluta no congressão. Pra tu ter uma ideia, só da caravana oficial da JELG, veio S E T E ônibus (!!!), mais o pessoal que montou seu próprio grupo. Inevitável surgir o clássico grito de orgulho: AH, EU SOU GAÚCHO. Beleza, muito legal. Gritei junto. Porém passou dos limites. Não parava! E assim se concretizou a imagem do gaúcho como um povo separatista (ainda mais com a nossa história).

Orgulho. Disso o gaúcho entende.E tenho orgulho de ter orgulho de ser gaúcha (????), mas acho que deve ter humildade também. Um orgulho humilde. Sim, um pequeno paradoxo. Deal with it.

Ano passado também tive uma experiência interessante com esse orgulho gaúcho. Voltando dos EUA, sentei ao lado de um americano que veio ao Brasil farrear no nordeste e no carnaval carioca. Não resisti e tive que fazer uma propaganda do RS. Falei das lindas paisagens e garanti que seria uma ótima experiência conhecer esse outro Brasil, tão desconhecido pelos estrangeiros. Não sei se ele veio. Não mantive contato. Aliás, nem lembro do nome dele. Assim que saí do avião, não sabia mais. Me arrependo profundamente de não ter pego o e-mail dele ou qualquer coisa. Enfim, to fugindo do assunto.hahaha

Pra quem nunca ouviu o povo gaúcho cantando o hino, eu posso garantir: é de arrepiar. É lindo demais. É desse orgulho que falo. É essa paixão!

Todo mundo sabe que tradição é coisa que inventam pra manter uma unidade, criar uma identidade. Adoro churrasco, chimarrão e acho lindo demais me vestir de prenda, porém não sou grande fã de música gaudéria. Gosto daquelas clássicas e só. Mas nem por isso me considero menos gaúcha. O que define o gaúcho é a cor de seu coração. Se ali está estampada uma bandeira verde, vermelha e amarela, é gaúcho. Não importa se tu não gosta de churrasco (?????ISSO EXISTE????), chimarrão ou música gauchesca. NÃO IMPORTA. Tu não precisa ir no CTG. NÃO PRECISA.



O orgulho gaúcho é lindo de se ver e espero que nunca morra. Mas é aquilo: com limites. Não precisa ficar falando o tempo todo o quão perfeitos somos HAHHA Brinks.

(Preciso quebrar o protocolo (?) e desabafar: para a alegria de vocês e a minha depressão, eu perdi metade desse texto que estou escrevendo porque fechei a janela do blogspot. Por que alegria de vocês? O texto perdeu algumas muitas linhas. Mas vamos continuar.)

Quem é gaúcho provavelmente vá gostar desse meu texto e quem não é, provavelmente não OU vai descobrir o quanto ama essas lindas criaturas que vivem no extremo sul do imenso país chamado Brasil. ahhaha

Ser gaúcho é isso. Ser apaixonado. Porém, por favor, com humildade (o que, admito, é difícil considerando toda essa cultura em que somos criados)!

SIRVAM NOSSAS FAÇANHAS DE MODELO À TODA TERRA! PAPARA PARAAAAAAA!

ps.: acho lindo homem de bombacha.
ps2.: ainda acho que falta algum ponto, mas a depressão da perda é maior. Finalizo aqui! haha

3 comentários:

Noimix disse...

Muuuuuuuuuuuuuuuuuito boa a postagem.

TENHO ORGULHO DE SER GAUCHO. e quem não teria, só pode ser louco da cabeça. hehehe

ps: tbém adoro gaucha de prenda heheheh

bjusss

Alan ( : disse...

Muito bom post Nati!
Eu acho que não é exagero o que os gaúchos fazem ao ter orgulho demais com essa linda terra. Acho que é exagero comparado com as pessoas dos outros estados que não demonstram orgulho nenhum pela sua terra e sua cultura.
Ter orgulho de ser gaúcho não é humilhar os outros, mas sim tem que servir de exemplo para que as pessoas dos outros estados se espelhem em nós gaúchos e tenham orgulho do estado onde moram, sem vergonha de falar ou de se identificar com o estado.
Acima de ter orgulho de ser gaúcho ou seja lá o que for, tem que AMAR seu estado e o lugar aonde se vive!
beeijo! ;D

Fábio Rodrigues disse...

KE COISA LOKA ..