05 outubro, 2010

Tem uma giganta no banheiro

Na verdade, tem uma lagartixa. Aquelas tipo transparentes, sabe? Apesar de sua aparente insignificância, ela me causa horror. Seus olhos arregalados me dão a impressão que ela também compartilha desse sentimento. Imagino sua reação em estar nesse pequeno universo a parte da natureza.

"Que lugar claro! Hm, aqui deve ter muitos insetos para eu me alimentar. Será? Vou dar uma olhada."


E a lagartixa passeia pelo local.

"Não, definitivamente não há comida aqui. Vou voltar para OPA!!!, fecharam o buraco por onde entrei. Estou trancado aqui."


Um certo tempo passa e a porta se abre- uma moça loira, de cabelos rebeldes entra.

"Tem uma giganta no banheiro!"

"Tem uma lagartixa no banheiro!"


O sentimento de repulsa é recíproco. Que mal uma lagartixa pode fazer? Ela mata os insetos e isso é bom. Por outro lado, ela salta nas costas daqueles que as odeiam. [Seria essa uma vingança desse preconceito? Só por que o bixano é bizarro, ele é tratado com nojo. Vingança??]

E que mal uma guria poderia fazer? Só ela pode abrir a janela que dá para os insetos, plantas. Mas e o mal que ela poderia fazer ao ser daquele tamanho? Ela não faria qualquer coisa. Seu nojo é maior e talvez por isso mereça ser atacada por lagartixas vingativas. [Vingança??]

"Acho melhor que tu abra essa janela."

"Ah, é? Por que?"

"Talvez porque eu possa pular em ti e isso não é muito legal. Nem pra ti, nem pra mim. Argh"

"É verdade. Vou abrir essa janela e permitir a fuga dessa criatura."


E assim, mais uma vez, o universo volta ao normal. Lagartixas planejando golpes contra gigantes e pessoas imaginando a mente perversa de animais pequenos, transparentes e de olhos expressivos.

A natureza é fantástica!

2 comentários:

Noimix disse...

Hehehehehehe
Adorei a história da largatixa. Muito boa!

Rolando disse...

oi. tudo blz? gostei. apareça çá no meu. abraços.